2009-12-25

à flor da pele


Está seca. Sem vestígios das letras do vocalista. A voz da sua voz aderiu férias ? Ou, o pote no condicionamento por ficar com a tampa ? Silêncio no momento. Havia o cheiro da noite no ar, aroma dos campos donde arrancava flores a passeio. Grita no que dentro falava, o cheiro por terra úmida. Na pele da habitação em noites longas o impossível no peito. Vinho na frente da porta como véu defronte à queda duma cachoeira. O ar estava macio, cinzento e leve, numa noite em lembrete do nome que havia dito pela primeira vez. Na dança do encontro a visão das malas foi machucado pela viagem dolorida da época. Por que ? As palavras mesmo em delicadeza, voz branda e solícita mostrava as práticas de sua separação. Agora, no reconhecimento de ato insano dos seus olhos em geleira. Chora à partida. Na rodoviária esboça a missiva do apelo. Abrindo o livro com a mão fraca, a face bem perto da página. No perdida está por saída da clandestinidade. É incontrolável o sangramento em seus dedos, o fato penoso de que não articula as letras cotadas como outrora. Letrativo brilhante e fecundo, que rasga a escuridão. Psicografa enquanto assumi a música que existiu dentro. A ausência tão perversa toma conta do silêncio e preenche cada poro da pele. E o trajeto percorrido pelas linhas no pedido saúda-o e confessa que nele há um lugar para existir. O escrito está dificílimo e a reação à flor da pele fica chocada diante da água no silêncio dos ramos. Aos pulos clamando pelo desenrolar e soletrativo sob os pés o convite. Pois, a sombra de um beijo cria raízes que cruzam os limites da realidade.


. canteiro pessoal

2 comentários:

O Espelho de Eva disse...

Eu "ando tão a flor da pele que qualquer beijo de novela me faz chorar...", também vivo hoje um turbilhão, mil caminhos mas apenas um me levará aos céus, qual deles? não sei!!! Há muita dúvida, muito medo, muita vontade de conhecer todos os caminhos, "mas eu estou tão cansada..." preciso decidir rápido ou perderei "aquele velho navio".

Beijinhos querida, e que 2010 seja repleto de palavras.

Reyel Angel disse...

Olá, Priscila!
Parabéns, é um belo texto!
Venho agradecer sua visita e gentis palavras. Seja sempre bem vinda!
Bjos na alma!