2010-06-14

O Amor Está Esperando


No outono sobre o chão
Entre o trânsito e os sons comuns
Eu estou pensando em sinais e estações
Enquanto o vento do norte sopra
Observo enquanto amantes passam por mim
Histórias ambulantes, quens, comos, e porquês
Meditando vagarosamente sobre o amor, ponderando-te
Eu vou dar um tempo pra isto, dar espaço
E ficar tranquila por um tempo
Quando for hora de andar assim
Nós vamos querer andar direito
Eu estarei esperando por você
Vou aguentar a noite mais escura
O amor está esperando até estarmos prontos,
até estar certo
É a minha prudência, não frieza
Não há outra mão que eu iria preferir segurar
O clima muda e eu estou cantando sobre você para estranhos
Não detenha o tempo, diminua o ritmo
Aguente se puder
As apostas estão ficando mais seguras agora
que você é meu
Eu poderia escrever milhares de canções sobre o jeito que você diz meu nome
E viver uma vida toda com você e ainda repetir isso outra vez
Mas como eu não posso forçar o sol a nascer
ou apressar o começo do verão
Não devo apressar meu caminho para seu coração


Fraser, Brooke

2 comentários:

Sil.. disse...

Priscila, minha queridaaaa!!
Eu leio os comentários que as pessoas fazem no meu blog, direcionadas a mim, e te juro:
Sempre me emociono. Eu, que tem emoções tão a flor da pele.
Ai, eu leio uma postagem sua...tão cheia de carinho, de vibrações tão lindas, que só pessoas que tem a LUZ que voce tem conseguem, e digo a mim mesma:
Sil...tem tanta gente boa, da alma boa nesse mundão de meu Deus, que realmente TUDO vale a pena.
E entro aqui no seu espaço....meu Deussss, tão cheio de poesia...
Sou eu quem digo minha amiga, minha mais nova e tão querida amiga:
Amei-te!!
Bem vinda a esse meu coração feito pra amar a vida!

Um abraço do tamanho do mundoooo!

Canteiro Pessoal disse...

Sil, ave rara, obrigada!

Palavras me faltam, mas com uma única certeza, observando o céu nesta noite, maravilhada e passando o tempo em busca, pergunto-me:

- O que fazer com a luz do dia, até que eu possa fazer uma canção de vida?

Abraços.