2010-07-19

A Curva dos Teus Olhos

Olhos narram no salão o rubro
Tinta a molhar sem cessar a pele
A música exprime o sentir da linguagem
Transpirar dos passos ofertantes,
Como cortinas de vento nas madeixas
Aspirar como doces aprendizes
Inspirar o que venta poesia
Tango a libertar do vazio,
Que acertam os passos em afagos
Corpo a corpo
Alma a Alma
Espírito atrás do pensamento no pincel
Ninho
Ao mar,
Espelhar-se nos olhos do céu ou da noite
E as paredes da casa com a pele incomum
A desfilar histórias das glórias
Nas idas e voltas a fazer sentido
Ante uma doce coreografia
O enlaço da lua,
Movimento sublime a decolar
Ser-se pluma e vôo


a curva dos teus olhos dá a volta ao meu peito. é uma dança de roda e de doçura. berço nocturno e auréola do tempo, se já não sei tudo o que vivi. é que os teus [meus] olhos não me viram sempre. folhas do dia e musgos do orvalho, hastes de brisas, sorrisos de perfume, asas de luz cobrindo o mundo inteiro, barcos de céu e barcos do mar, caçadores dos sons e nascentes das cores. perfume esparso de um manancial de auroras. abandonado sobre a palha dos astros, como o dia depende da inocência. o mundo inteiro depende dos teus olhos. e todo o meu sangue corre no teu olhar.

Éluard, Paul

Canteiro Pessoal

8 comentários:

Patrícia Gonçalves disse...

o vento na veia me faz leve a alma, volito no seu olhar.

obrigada pela visita

Canteiro Pessoal disse...

Patrícia, foi um prazer [re]visitar-te, muito aqueceu minhas paredes geladas. Tudo que li e [re] li vivificou partituras adormecidas num osculo real a me despertar de forma intraduzível

Abraços

Lara Amaral disse...

Inspiradíssimo poema, que enlevo!

Beijinho, moça.

Augusto Dias disse...

Gostei muito daqui, poema doce,
são como um ninho, ninam agente até que termine cada palavra contida nos versos.
Obrigado por compartilhar algo tão bom.
Obrigado pela visita tão atenciosa em TUDO DE MIM, seu comentário realmente me emocionou.
Um forte abraço

Karen Aguetoni disse...

Há quanto tempo não visito teu blog.
Não sei se lembras de mim,me chamava de Ave Rara.
Meu blog era maybevirginia.blogspot
abandonei,bom na verdade fui abandonada pela inspiração.Quando cresci mais um pouco me tornando capaz de compreender o que escrevia e poder escrever com a certeza que mais gente podia compreender,as palavras sumiram.
Bom isso não é uma tristeza para mim.
Tenho esse blog agora,sobre moda,meu mundo agora,minha inspiração agora é criar roupas,mudar.
Bom espero que possamos manter contato de novo.
Beijos Ave Rara.

Cris de Souza disse...

Esse teu canteiro é pra lá belo, enleva os sentidos.

Prazer, Cris-tal!

Desbururu disse...

O Olhar de um Deus.

Uma grande gota de água
em slowmotion aparece
e nas cavidades e profundas
do globo ocular choca-se.
E nesse estático momento
percebe-se a concepção
de todas as formas
refletidas nas extremidades
onduladas e curvilíneas
reduto final de reserva
da força explosiva.

Do impacto dessa massa
vislumbra-se a fissura
negra e estreita
como um olho aberto
em posição vertical
e se propagando
em direção ao espaço
rumando ao Universo.

E é assim que te vejo
olho animal, bestial
de quem já foi amado
adorado como um Deus
nas terras áridas
onde grandes construções
eram eregidas para repouso
eterno e cintilante
como o azul que transcende
assim que fixamos
novamente na gota
que agora vai explodir.

20.7.10

Canteiro Pessoal disse...

Karem, 'Ave Rara' que SURPRESA maravilhosa, meu coração saltou pela boca de tamanha felicidade. Que saudades! Claro que não me esqueci de ti, tenho até no meu espaço um post que me presenteaste, e colocaste no teu antigo espaço. É uma pena que o encerou, mas compreendo perfeitamente o que exprimes, com certeza quando retornar ao dom, talento que recebeste brilhará em dupla honra querida.

Abraços doçura.