2010-07-31

nascer do leste


Quando solta às madeixas, toca
Vento impetuoso em contorno,
Na reforma íntima por mar
Grafa-se sobre a areia peculiar toque
Com ritmo, leva os fios pra lá e pra cá
Passos simples na dança das mãos
Som da estante inesperadamente belo,
De como nasce o sol
Trufas a pincelar os lábios num conto novo
Como íntimo olhar a desfolhar sentimentos
Fios titulados pelo telefone
Torna-se dança com a alma
Uma música declamada na voz inscrita
Viver esculpido por passarinhar colo e amplexo
Ósculo a ser almejado por toda uma existência
Movimentos, mãos a tocar o ar
Coreografia a decifrar entrelinhados em silêncios,
E expressa a emoção capaz de sentir empatia
Encontro de detalhes profundos quanto a rima


. canteiro pessoal

5 comentários:

Patrícia Lara disse...

Olá!

Obrigada pela visita em meu espaço. Vim conhecer o seu blogue e adorei tudo por aqui. Voltarei mais vezes!

Beijos,
Patrícia Lara

Canteiro Pessoal disse...

Patrícia, uma delícia adentrar no Efeito Borboleta.

Abraços.

Jorge Pimenta disse...

priscila, acabo de me deliciar com as pétalas que foste espalhando pelo viagens de luz e sombra, blogue habituado ao rigor das vagas que adormecem nas quilhas das naves graças à delicadeza e gentileza de navegantes como tu mesma.
um agradecimento especial e uma felicitação pelo teu espaço!
um abraço!

WHESLEY FAGLIARI disse...

Muito obrigado... mesmo! Aqui tb é bem bacana... Volto qdo puder... Luz e paz!

Lara Amaral disse...

A delicadeza marcou encontro aqui. Muito bonito!

Beijos.