2013-04-28

sempre


O que enxergas nos meus olhos são os teus olhos que captam a incógnita do meu instante, e faz com que a minha mente, mesmo em traços negros e finos, escreva no agora, uma alegria tão profunda invadindo a minha casa, sem prejudicar as plantações existentes; o frasear dos frutos em palavras psíquicas, meu tema de vida. 
As palavras mudas no teu som musical, cristalinos e vibrantes no ar, leva-me para o caminho do verbalizar-te em minhas primárias escritas, tais saídas direto de uma pintura, que me faz ler teus inventos, formosos e pautados em janelas desenhadas com a abstração das estrelas, bem maior que acontecimentos em si. E, como estou sempre mergulhada nas tentativas de escrever-te com o corpo todo, acrobática, envio setas: a grande medida do silêncio, aberta para escutar-te. A divina dança da ventania que sopra em teus lábios, cuja atuação é desarrumar os meus papéis e abrir a minha arca.

Canteiro Pessoal

8 comentários:

Nilson Barcelli disse...

É isso mesmo, nunca me tinha ocorrido, mas tu escreves mesmo com o corpo todo. E bem.
Ler-te, é sempre um momento mágico.
Bom resto de semana, querida amiga Priscila.
Beijo.

Willmondes Will disse...

Admirável de quem transforma o corpo em sinais, alcançando a leveza das nuvens que se moldam ao sabor dos ventos mais auspiciosos: você.

Abraço, sutil Cáliga!

Nilson Barcelli disse...

Vim à procura de mais...
Um beijo, minha querida amiga Priscila.

Canteiro Pessoal disse...

Will, lisonjeada!

Barcelli, meus dias estão corridos. Sem tempo para escrever. Provavelmente, no final de maio postarei algo. Já terei terminado os relatórios, que são muitos!!!

Ani Braga disse...

Hoje vim agradecer à você que está do outro lado da telinha, por todas as vezes que carinhosamente esteve no meu cantinho e por todos os comentários delicados que me deixou.
E também te desejar uma sexta-feira cheia de amor e felicidade.

Beijos
Ani

Nilson Barcelli disse...

Acaba lá os relatórios em paz...
Querida amiga Priscila, tem uma boa semana.
Beijo.

Com ou Sem conclusões disse...

Que lindo... Que sentimento! Envolves tudo e todos!

Sayuri Okamoto disse...

que desarrume minha vida, que sirva a seu capricho e desleixo, que eu seja tanto a ordem quanto a bagunça em ti, mas que eu permaneça nos seus braços, e ali jogada, os seus lábios vem me beijar...me tornando aquela é tua, a sua merecedora de carinhos, então eu quero, quero e prefiro toda a bagunça que tu causas em mim...

beijos muito lindo e profundo seu verso